Você já pensou em harmonizar Vinho com Música?

Publicado em 12/06/2021 por Priscilla Hennekam

"Luxo pode ser uma experiência intelectual."
Master Sommelier Clément Robert

Hoje quero escrever e fazer conexões sobre as coisas que amo: vinho e comida, é claro; música, como 95% dos brasileiros, adoramos cantar e dançar; e, ciência & tecnologia! Sim, você leu corretamente, ciência & tecnologia. Eu sou fascinada com a tecnologia, e concordo plenamente com Clement Robert em sua entrevista no The Drinks Business, harmonizar vinho com comida não é um mundo simples, há muitas coisas envolvidas. Ele explica que muitas vezes, o cliente pode somente se interessar pela comida, ou apenas pelo vinho, e não sentir a experiência dos dois componentes juntos.

O intelecto tem um grande impacto na experiência mutissensorial, ainda mais se estamos falando de experiências de luxo, onde o consumidor paga um preço mais alto. O cliente sempre vai esperar que tenha algo mais que agregue valor, e é aí, que a ciência e a tecnologia desempenham um papel fundamental, para melhorar as experiências enogastronômicas. Assisti à apresentação: "A Refeição Perfeita" ou em Inglês “The Perfect Meal”, de Charles Spence, professor da Universidade de Oxford, responsável pelo Departamento de Psicologia Experimental. Ele explica vários pontos importantes sobre sua pesquisa, que eu separei em diferentes tópicos para poder explicar, de forma simples, sobre como a ciência e a tecnologia podem ajudar a indústria de Alimentos e Bebidas.

 

Charles Spence

Expectativa

Atender às altas expectativas dos clientes tem sido um desafio para os restaurantes de alta gastronomia. Com tantas tecnologias ao redor, nosso cérebro está em constante mudança, e estamos sempre querendo mais. É por isso que as empresas não podem se dar ao luxo de ter medo de mudar, e precisam aceitar as inovações, para conseguir alcançar o sucesso. De acordo com Charles Spence, "A tecnologia pode melhorar a experiência enogastronômica". Ele explica como as empresas podem criar uma experiência única, estimulante, envolvente e inesquecível usando diferentes ferramentas. Não se trata apenas de excelente comida, excelente vinho ou até mesmo uma combinação perfeita entre ambos – é sobre expectativa.

Emocional

As expectativas, então, impulsionam uma resposta emocional, que tem um efeito multissensorial sobre a experiência de vinho e comida. Outro dia eu estava vendo os stories do Instagram dos meus amigos, e vi uma vinícola no Brasil que estava produzindo rótulos personalizados de espumantes com os nomes de algumas pessoas importantes da indústria do vinho, no qual, enviaram para eles como um presente especial. Até a Coca-Cola está fazendo isso, você pode encontrar seu nome em uma garrafa de Coca-Cola! Isso causa uma sensação de se sentir especial, de privilégio, que é uma das razões pelas quais, o consumidor final compra vinhos caros, ou pagam mais por uma experiência de vinho e comida.

Registros cerebrais

Agora entendemos o que está envolvido nas experiências de vinho e comida, sabemos no que precisamos focar, para causar uma experiência memorável, algo que irá ficar marcado no seu cérebro. Charles explicou que durante sua pesquisa, ele criou 3 cenários diferentes, onde o ambiente visual e áudio era controlado, e variado, influenciando o estado de espírito das pessoas e mudando a percepção delas ao provar a mesma bebida. Ele explicou que as coisas podem ter um sabor mais doce ou mais amargo, dependendo do seu humor. É aí que a ciência pode nos ajudar a atender às altas expectativas, porque o cérebro é inconscientemente influenciado pelo ambiente externo.

"Evidências científicas agora mostram, o que as pessoas sentem ao avaliar um vinho, e o quanto gostam da experiência, pode ser influenciado pela música. A última pesquisa agora mostra que, tocando a música "certa", também pode impactar aspectos sensoriais da degustação. A música pode influenciar a acidez percebida, doçura, fruta, adstringência e por quanto tempo o vinho permanece no paladar." – Charles Spence.

Claro, alguém como eu que ama pesquisa, novas ideias, conhecer novas pessoas e superar expectativas, não resisti, e incorporei essa pesquisa em minhas últimas apresentações, onde eu proporcionei a "Experiência Vinho e Música". E você sabe o quê? As pessoas adoraram! Mal posso esperar para criar novas experiências de vinho.


Vou deixar aqui uma dica super bacana, uma experiência sugerida por Clark Smith, para você fazer em casa na próxima vez que você abrir uma garrafa de Cabernet Sauvignon. Cheers!

"Prove e observe o nível de adstringência do Cabernet Sauvignon. Agora coloque a música:  "People Are Strange" e prove novamente. Você vai ver o vinho suavizar. Em seguida, coloque "When The Saints Go Marching" (a versão de Louis Armstrong em Golden Legends vai funcionar). O vinho se tornará quase intragável e áspero." - Clark Smith